Clube do Choro will present the musician Paulo Sérgio Santos and the musical group “Grupo Choro Livre” on November 21 and 22, at 9 pm.

Paulo Sergio Santos started his musical activities when he was a kid, playing harmonica. Later, at the age of 11, he came to study theory and solfeggio and clarinet with Moses Gomes, in the Banda Assembléia de Deus in Madureira, a suburb region of Rio de Janeiro. He studied at the Instituto Villa-Lobos (Institute) with José Botelho and at the Universidade Federal do Rio de Janeiro (Federal University of Rio de Janeiro) with Jayoleno dos Santos.

Paulo Sergio joined the musical group Quinteto Villa-Lobos in 1975 and remains there until today. In the Symphony Orchestra of the Municipal Theater of Rio de Janeiro, he performed between 1977 and 1985 as first clarinetist. At the same time, he worked with leading Choro musicians such as Joel Nascimento and the Camerata Carioca group. At that time, he was nominated by Abel Ferreira as his successor, in the TV show Fantástico, by Rede Globo TV network.

Paulo was partner of guitarist Raphael Rabello. Presented to the composer Guinga by Raphael himself, he also worked with him for many years, performing great shows dedicated to the work of this great composer, including a performance with the Los Angeles Philharmonic Orchestra at Disney Hall, and various performances around the world.

Developing professional activities in different areas, Mr. Santos ended up playing in many Brazilian cities, Argentina, Uruguay, Chile, Ecuador, Venezuela, Peru, Colombia, Cuba, French Guiana, United States, Portugal, France, Italy, Spain, Japan, Tunisia, Israel, Botswana, Mozambique, Kenya, among other countries.

 

He received major awards for his recordings, both classical and popular. He won three Carlos Gomes de Música Awards in the categories “Best Instrumental Group”, with Quinteto Villa-Lobos, and “Best Soloist”, with his album “Gargalhada”. He received three Sharp Awards for works of popular music, including his first solo CD, Segura Ele.

He also won the two main carioca music awards: the Caras and Rival awards, with his album Gargalhada and his trio, formed by his son Caio Marcio (guitar) and Bolão (percussion).

Paulo Sergio was a clarinet and saxophone professor at the University of Rio de Janeiro. He is currently interested in arranging and composing activities, and under the guidance of Vittor Santos, conducts projects commemorating the 50th anniversary of the Quinteto Villa-Lobos, with DVD recordings and a CD with the composer Guinga. He was nominated for a Latin Grammy Award for the album Cortando Seda with Quinteto Villa-Lobos and Guinga.

Paulo Sergio Santos has performed in many Music Festivals in Brazil and abroad. His work covers various styles of music, mainly Chamber Music, “Choro”, Brazilian Music in general including performances in many Music Biennials, didactic activities and soloist activities of various Brazilian orchestras and ensembles.

In 2018, Mr. Santos was awarded by the Minister of Foreign Affairs, with the Commendation of the Order of Rio Branco through the Quinteto Villa-Lobos.

At the Clube do Choro in Brasília, Paulo Sérgio Santos will be accompanied by the group Choro Livre formed by Fernando César (7 string guitar), George Costa (guitar), Márcio Marinho (cavaquinho) and Valério Xavier (tambourine).

 

Venue: Musician Paulo Sérgio Santos and Grupo Choro Livre at Clube do Choro
When: November 21 and 22, 9pm
Where: Clube do Choro – Setor de Divulgação Cultural, bloco G, Eixo Monumental (avenue). Next to Centro de Convenções (Convention Center) Ulysses Guimarães, in front of the Football Stadium.
Price: BRL 40,00. Students and senior citizens pay half price.
Rating: 14.
Information: (61) 3224-0599.

 

Músico Paulo Sérgio Santos e Grupo Choro Livre no Clube do Choro.

 

Clube do Choro apresentará os músicos Paulo Sérgio Santos e o grupo musical “Grupo Choro Livre” nos dias 21 e 22 de novembro, sempre começando às 21h.

Paulo Sérgio começou suas atividades musicais ainda muito pequeno, tocando harmônica. Posteriormente, com 11 anos, veio a estudar teoria e solfejo e clarineta com Moisés Gomes, na Banda da Assembléia de Deus em Madureira, subúrbio da Central do Rio de Janeiro. Estudou no Instituto Villa-Lobos com José Botelho e na Universidade Federal do Rio de Janeiro com Jayoleno dos Santos.

Paulo Sérgio entrou para o Quinteto Villa-Lobos em 1975 e permanece nele até hoje. Já na Orquestra Sinfônica do Teatro Municipal do Rio de Janeiro, atuou entre 1977 e 1985 como primeiro clarinetista. Paralelamente, trabalhou com importantes músicos de Choro como Joel Nascimento e o grupo da Camerata  Carioca. Nessa época foi indicado por Abel Ferreira como o seu sucessor, no programa do Fantástico, da Rede Globo.

Paulo foi parceiro do violonista Raphael Rabello. Apresentado ao compositor Guinga pelo próprio Raphael, acabou também trabalhando com ele durante muitos anos, realizando grandes espetáculos dedicados à obra deste grande compositor, inclusive uma apresentação com a Orquestra Filarmônica de Los Angeles, no Disney Hall, e várias apresentações mundo afora.

Desenvolvendo atividades profissionais em áreas distintas, Paulo Sérgio acabou tocando em muitas das cidades Brasileiras, Argentina, Uruguai, Chile, Equador, Venezuela, Peru, Colômbia, Cuba, Guiana Francesa, Estados Unidos, Portugal, França, Itália, Espanha, Japão, Tunísia, Israel, Botswana, Moçambique, Quênia, entre outros países.

Recebeu prêmios importantes por suas gravações, tanto eruditas como populares. Ganhou três Prêmios Carlos Gomes de Música nas categorias “Melhor Grupo Instrumental”, com o Quinteto Villa-Lobos, e “Melhor Solista”, com seu disco “Gargalhada”. Recebeu três Prêmios Sharp com trabalhos de música popular, inclusive seu primeiro CD solo, Segura Ele.

Também ganhou os dois principais prêmios cariocas de música: o prêmio Caras e o Rival, com seu disco Gargalhada e seu trio, formado por seu filho Caio Márcio (violão) e Bolão (percussão). 

Paulo Sérgio foi professor de clarineta e saxofone da Universidade do Rio de Janeiro. Atualmente tem se interessado por atividades relacionadas com arranjos e composição, e sob a orientação de Vittor Santos, realiza projetos comemorativos dos 50 anos de existência do Quinteto Villa-Lobos, com gravações em DVD e um cd com o compositor Guinga. Foi indicado ao Grammy Latino através do cd Rasgando Seda com o Quinteto Villa-Lobos e o Guinga.

Paulo Sérgio atuou em inúmeros Festivais de Música no Brasil e no Exterior. Seu trabalho abrange vários estilos de música, principalmente a Música de Câmara, o “Choro”, a Música Brasileira em geral incluindo apresentações em muitas Bienais de Música, atividades didáticas e atividades como Solista de diversas orquestras e conjuntos brasileiros.

Em 2018, Paulo Sérgio foi agraciado pelo ministro das relações exteriores, com a Comenda da Ordem de Rio Branco através do Quinteto Villa-Lobos.

No Clube do Choro de Brasília, Paulo Sérgio Santos terá o acompanhamento do grupo Choro Livre formado por Fernando César (violão 7 cordas), George Costa (violão), Márcio Marinho (cavaquinho) e Valério Xavier (pandeiro).